Reunião virtual do Codam avaliará 50 projetos no valor de R$ 1,578

Uma pauta diversificada que relaciona 50 projetos industriais com linhas de produção que vão de aparelhos para testagem de amostras sanguíneas e máscaras descartáveis, a telefone celular, motonetas e processamento de alimentos regionais é o foco da primeira reunião virtual do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), que acontece no próximo dia 30, terça-feira, às 10h, via plataforma Teams, com transmissão pelo Youtube. Os projetos industriais incluídos na pauta estão 

estimados em R$ 1,578 bilhão com geração de 2.815 empregos no período de até três anos. 

O link para acesso à transmissão no Canal da Sedecti no Youtube a todos interessados é https://youtu.be/95KlNLYuUhw 

O conteúdo integral da pauta da 285ª reunião do Conselho está disponível na página www.sedecti.am.gov.br item Codam.

“Essa pauta é muito significativa, simboliza um grande esforço coletivo envolvendo o Governo do Estado, o setor privado, as instituições como um todo, na tarefa de manter viva a atividade industrial em um momento de grande crise”, disse o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) Jório Veiga.

A diversificação da pauta do Codam é destacada pelo secretário como um avanço na recomposição da base econômica do Estado no pós crise quando a pandemia da Covid-19 for controlada. “Nessa reunião temos projetos diversos, como testagem sanguínea, máscaras descartáveis, que não são os itens usualmente produzidos em Manaus. Essa diversidade ajuda muito na estabilização do portfólio e, ao mesmo tempo, abre outras oportunidades”, complementou. 

Jório Veiga ressaltou que o processamento de alimentos regionais se mostra muito importante na adição de valor à produção agropecuária para a retomada do crescimento. “Estamos investindo nessa diversificação e no setor agropecuário para ampliar o leque de opções e a economia do Estado como um todo”, detalhou.

Desde o início da crise provocada pelo novo Coronavírus, em março, o Governo, destacou o secretário Jório Veiga, vem adotando todas as medidas para minimizar o impacto sobre o setor produtivo, dentro do que permite a legislação, e desse modo resguardar a manutenção de empregos e renda para a população e receita para os cofres públicos. 

Ainda no final de fevereiro, a Sedecti organizou um encontro com empresários do Distrito Industrial e entidades de classe, no auditório do Senai, para uma campanha de prevenção e esclarecimento quanto aos riscos de propagação do Coronavírus, com a participação da diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde no Amazonas (FVS-AM) Rosemary Costa Pinto, e de representantes da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Em março, o Governo prorrogou ad referendum o prazo de validade dos laudos técnicos de inspeção, os quais permitem que as empresas mantenham suas operações com os benefícios concedidos pelo Estado. Outro decreto, em abril, autorizou a emissão de Laudos Técnicos às empresas incentivadas do Polo Industrial de Manaus sem inspeção in loco, desde que atendessem aos requisitos da Lei. Além de resguardar a segurança jurídica para que as empresas mantivessem suas atividades, a medida levou em consideração a situação de emergência na saúde pública em razão da pandemia pelo Coronavírus, e a necessidade de atender as determinações de prevenção dos servidores no ambiente de trabalho.

Outra iniciativa foi a aprovação de projetos ao Codam ad referendum, encaminhados até o dia 5 de abril, submetidos à sanção ao governador Wilson Lima, caso atendessem todos os requisitos legais. Mesmo aprovados ad referendum os projetos serão submetidos à validação dos conselheiros na reunião ordinária do Codam. 

Segundo o secretário Jório Veiga as medidas foram amplamente discutidas com os representantes de empresas e entidades representativas com o propósito de encontrar alternativas para facilitar as operações neste momento de instabilidade econômica. 

 

A PAUTA

 

Do total de 50 projetos incluídos na pauta da 285ª Reunião do Codam, 26 foram aprovados ad referendum. Entre os projetos analisados pelas equipes da Sedecti e Sefaz, estão relacionadas propostas para a produção de equipamentos médico-hospitalar com aparelhos para análise de amostras de sangue por meio de radiação óptica, da Positivo Tecnologia, e para a fabricação de máscaras descartáveis de uso hospitalar, da Cal-Comp Indústria e Comércio. 

No segmento alimentício existem projetos para a produção de polpa de fruta, gelo, condimentos e especiarias e azeitona em conserva e mel. No município de Tapauá a empresa Abufari Coleta de Produtos Florestais pretende produzir castanha do Brasil desidratada com investimentos de R$ 956 mil que vão demandar a contratação de 31 trabalhadores.

No setor de eletroeletrônico estão relacionados os projetos da Semp TCL para a fabricação de televisores com tela de cristal líquido estimado em R$ 887 milhões, o da Philco Eletrônicos para a produção de telefone celular digital com recursos de R$ 16 milhões e o da Cis Eletrônica para a fabricação de câmera de vídeo para conferência. 

 

BALANÇO

A última reunião do Codam foi realizada dia 19 de fevereiro deste ano, quando foram aprovados 37 projetos industriais estimados em R$ 782 milhões, com geração de 1 mil vagas no mercado de trabalho, no período de até três anos.