Sedecti participa de seminário sobre avanços do mercado de gás natural no Amazonas

Na manhã desta quinta-feira (16/09), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) participou do seminário sobre os avanços do mercado de gás natural no Amazonas. O encontro contou com a presença do governador Wilson Lima, do secretário Jório Veiga da Sedecti, de representantes de empresas que atuam no mercado do gás natural no Amazonas, dentre outros secretários de Estado e autoridades.

Durante o encontro, foram debatidos os avanços alcançados após o governador sancionar o novo marco regulatório do gás natural – Lei nº 5.420, de 17 de março deste ano. O encontro aconteceu na Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), no Centro de Manaus.

Na ocasião, o governador Wilson Lima entregou documentos de duas Licença de Instalação para a empresa Eneva que atua no campo de Azulão, no município de Silves, área de reserva de gás natural. Uma das licenças é para a instalação de uma nova termelétrica e a outra é para a construção de uma Linha de Transmissão que interliga a referida usina ao Sistema Interligado Nacional.

“Nós estamos aqui, com o apoio da Fieam, com o apoio da Eneva, da Cigás e de outros investidores no mercado de gás, para explicar como está o mercado hoje no estado do Amazonas e também fazer o lançamento de algumas ações que são importantes para que a gente possa fomentar essa cadeia”, declarou o governador.

O titular da Sedecti, Jório Veiga, disse que o Amazonas vive um novo momento com a abertura do mercado de gás natural.

“Esse é um momento importante porque é uma riqueza que estava guardada (gás natural) e esperando a hora de ser aproveitada. E, agora, a gente vê que ela está sendo aproveitada não só para a geração de energia, mas agora com essa possibilidade de usar o GNV (Gás Natural Veicular), especialmente, em um momento de alto custo dos combustíveis. Isso faz com que esse benefício chegue diretamente ao bolso da população, dando uma condição aos trabalhadores, especialmente, àqueles que dependem do transporte para sobreviver”, salientou Jório Veiga.

Na avaliação do secretário, o Governo do Amazonas tem buscado “destravar tudo o que estava parado em termos de mercado de gás natural”.

“O governador Wilson Lima sempre buscou facilitar os negócios e, principalmente, trazer essa riqueza que é o gás natural para a sociedade amazonense e torná-la, de fato disponível, por meio dos investimentos dessas empresas que geram emprego e renda para o nosso Estado”, pontuou Jório.

De acordo com o titular da Sedecti, o Amazonas é o estado brasileiro que possui o maior potencial de gás natural em terra. Porém, com a legislação anterior, esse gás não tinha como ser utilizado.

“Agora conseguimos, por meio da nova legislação, destravar essas barreiras e, a partir daí, criar um bom ambiente de negócio para o Amazonas. Inclusive, esse ambiente foi avaliado, recentemente, pelo jornal Valor Econômico como o segundo melhor ambiente de negócio para o gás natural no Brasil.

Assessoria de Counicação